Mormon Newsroom
Comunicado de Imprensa

Líderes da Igreja compartilham mensagens de paz e esperança no Devocional de Natal de 2021 da Primeira Presidência

Presidente Henry B. Eyring disse que o espírito do Natal é “a alegria que advém da adoração e do amor ao Senhor Jesus Cristo”

No devocional de Natal de 2021 da Primeira Presidência realizado no domingo, quatro líderes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, assim como o Coro do Tabernáculo da Praça do Templo, elevaram os membros da Igreja e amigos da fé em todo o mundo com mensagens de paz e esperança.

Os oradores foram o presidente Henry B. Eyring, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, o élder Dale G. Renlund, do Quórum dos Doze Apóstolos, o élder W. Mark Bassett, dos setenta, e a irmã Michelle D. Craig, da presidência geral das Moças. O Coro do Tabernáculo da Praça do Templo cantou “Eis dos anjos a harmonia”, “Pequena vila de Belém”, “In the Bleak Midwinter” [No sombrio inverno], “Ó noite santa” e “Noite feliz”.

O devocional foi transmitido do Centro de Conferências, na Praça do Templo. Um resumo de cada discurso encontra-se a seguir.

Presidente Henry B. Eyring

O presidente Eyring falou sobre o espírito do Natal. Ele descreveu esse espírito como “a alegria que advém da adoração e do amor ao Senhor Jesus Cristo”. Ele disse que vivenciamos esse espírito por meio do estudo das escrituras, que nos ensinam quem Jesus era e quem é, por meio do amor ao próximo.

“[Deus] sabe como nos ajudar a sentir paz em meio às adversidades, mesmo enquanto a prova continua”, disse o presidente Eyring. Ele enviará amigos como anjos para ficar ao seu lado ‘com um coração caloroso e com mãos amistosas’. Nosso próprio coração será mudado para melhor à medida que suportarmos nossas provações pessoais por meio da fé Nele. E com essa mudança, nós mesmos nos tornaremos os amigos que o Senhor pode enviar como anjos para outras pessoas.”

Élder Dale G. Renlund

O élder Renlund ensinou a importância de conhecer a divindade de Jesus Cristo. Ele disse que seu pai lia Lucas 2 todas as vésperas de Natal. Depois de ler o versículo 32, no qual Simeão segura o menino Jesus e fala Dele como “a salvação de Deus”, o pai do élder Renlund fazia uma pausa e dizia: ““Eu posso não segurar o bebê Jesus em meus braços, mas sei, tanto quanto Simeão sabia, que aquele bebê era o Filho de Deus, meu Salvador e Redentor. Ele é real e Ele vive”. Depois dessa vigorosa declaração, seu pai olhava para cada membro da família e dizia, assentindo com a cabeça: “E vocês também podem saber disso”.

Élder W. Mark Bassett

O élder Bassett lembrou os santos dos últimos dias que os seguidores de Jesus Cristo devem ser pacificadores.

“Esse é o nosso dever por convênio”, disse o élder Bassett. “Vocês e eu fazemos a diferença no mundo conturbado de hoje ao nos esforçarmos para ser pacificadores — em nosso lar, em nossas congregações, em nossa comunidade, até mesmo em todo o mundo, por nossa bondade, por nossas boas obras e por nossas palavras — pessoalmente e virtualmente. Vamos fielmente ‘fazer ouvir a paz’ ao testificarmos Dele, em palavras e ações.”

Irmã Michelle D. Craig

A irmã Craig disse que devemos cultivar e compartilhar nossos dons individuais para elevar e servir ao próximo. “As melhores dádivas são as dádivas de nosso tempo e de nossos talentos”, por menor que sejam, disse ela. “Creio que essas dádivas são dádivas sagradas.”

Citando o élder Marvin J. Ashton (1915–1994), a irmã Craig disse que os dons vêm de muitas formas, inclusive ouvir, chorar, pensar e orar.

“Utilizem seu dom de ouvir com amor e visitem um amigo solitário”, disse ela. “Vocês têm o dom de evitar contendas e de ser agradáveis? Esses dons nunca foram tão necessários. Ofereçam-nos à sua família e a seus amigos e vizinhos.”

Observação de Guia de Estilo:Em reportagens ou notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por favor utilize o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome da Igreja, procure on-line pelo nosso Guia de Estilo.